Menu 

Anedota: Alentejanos e os Porcos

Há dois alentejanos que vão à feira de Beja e compram dois porcos, um para cada um. Então, chegam à aldeia e metem os dois porcos na mesma pocilga. Entretanto, anoitece e um dos compadres começa-se a lembrar:

-“Os dois porcos estão na pocilga. Temos que fazer um sinal aos porcos para saber qual é o porco de um e o porco do outro.”

No outro dia, diz um compadre para o outro:

– Compadre, temos que fazer um sinal aos porcos para saber qual é o porco de um e o porco do outro!

– Tá bem!

No outro dia encontram-se, e diz um para o outro:

– Então compadre, já fez o sinal ao porco?

– Já sim senhor! Cortei-lhe metade do rabo.

– Ó compadre, você não quer lá ver que eu fiz o mesmo ao meu?!

– Não há problema compadre! A gente faz outro sinal.

No outro dia:

– Então compadre, qual foi o sinal que fez desta vez ao porco?

– Olhe compadre, cortei-lhe metade da orelha direita!

– Ó compadre, você não quer lá ver que eu fiz o mesmo ao meu?!

– Mas olhe! Deixe lá isso, você fica com o branco que eu fico com o preto!…

Ele Nunca Mais Vai Esquecer a Partida que a Mulher lhe Fez

Numa manhã tudo parecia normal. Este casal tinha se levantado à pouco tempo. Ele toma o seu café e vai para o sofá calmamente. Quando ela chega à cozinha e vê o que ele fez, faz-lhe uma valente partida. Boa técnica. :)

Anedota: Quando um Pai Não Explica Correctamente…

Joãozinho está dentro do carro do seu pai, quando avista duas prostitutas na calçada…

– Pai, quem são aquelas senhoras?

O pai meio embaraçado, responde:

– Não interessa filho… Olhe antes para esta loja… Já viu os lindos brinquedos que tem?

– Sim, sim, já vi. Mas… quem são as senhoras e o que é que estão fazendo ali paradas?

– São… são. São senhoras que vendem na rua.

– Ah, sim?! Mas vendem o quê?? – Pergunta admirado o garoto.

– Vendem…. vendem… Sei lá… vendem um pouco de prazer.

O garoto começa a reflectir sobre o que o pai lhe disse, e quando chega em casa, abre a sua carteira com a intenção de ir comprar um pouco de prazer.

Estava com sorte! Podia comprar 50 Euros de prazer!

No dia seguinte vai ver uma prostituta e pergunta-lhe:

– Desculpe, minha senhora, mas pode-me vender 50 reais de prazer, por favor?

A mulher fica admirada, e por momentos não sabe o que dizer, mas como a vida está difícil, ela aceita. Porém, como não poderia agir de forma “normal” com o garotinho, leva o garoto para casa dela e prepara-lhe seis pequenas tortas bem gostosas de morango e chocolate.

Já era tarde quando o garoto chega em casa.

O seu pai, preocupado pela demora do filho, pergunta-lhe onde ele tinha estado. O garoto olha para o pai e diz:

– Fui ver uma das senhoras que nós vimos ontem, para lhe comprar um pouco de prazer!

O pai fica amarelo:

– E… e então… como é que se passou?

– Bom, as quatro primeiras não tive dificuldade em comer, a quinta levei quase uma hora e a sexta foi com muito sacrifício. Tive quase que empurrar para dentro com o dedo, mas comi mesmo assim. Ao final estava todo lambuzado, sujei todo o chão, e a senhora me convidou para voltar amanhã,mas para ser sincero ao senhor eu só tive prazer nas três primeiras , as outras só comi para mostrar que sou homem mesmo, posso ir amanhã novamente, pai?

O pai desmaiou.

Jovens com Trissomia 21 brilham no Palco do Dança com as Estrelas, Sem PALAVRAS

Jovens com trissomia 21 brilham no palco do Dança com as Estrelas, Sem PALAVRAS

Não poderemos deixar de aplaudir a TVI por este momento que ficará na memória tanto do publico como até dos dançarinos, estes 2 jovens que sofrem de trissomia 21 dançaram e comoveram.

Ele viu o sinal de Veiculo Longo e ultrapassou, nunca imaginou que Fosse um COMBOIO!

Quando encontramos um camião pela frente numa estrada nacional, é preciso ter muita cautela ao ultrapassar, se tiver a placa Veículo Longo então mais cuidado devemos ter, é porque são mesmo os maiores. Mas o rapaz que vão ver aqui ao minuto 2:24 apanhou certamente o susto da vida dele quando decidiu ultrapassar isto que ele julgava ser apenas “mais um camião”. Parece mais um comboio! Nunca tinha visto nada parecido!

Anedota: Um funeral de fila!!

Um homem depara-se com um enterro, seguido de uma inusitada procissão.

Primeiro vinha um caixão.

Depois um segundo caixão.

Em seguida, um homem sozinho levando um “pitbull” pela coleira.

Finalmente, atrás dele, uma longa fila indiana só de homens.

Sem conseguir conter a curiosidade, aproxima-se delicadamente do homem com o cão e diz:

-“Os meus sentimentos pela sua perda… mas…eu nunca vi um enterro
assim.. O senhor poderia dizer-me quem é que morreu?”

-“Bem… no primeiro caixão está a minha mulher”.

-“Sinto muitíssimo! O que aconteceu com ela?”

-“O meu cão…. ele atacou-a…”

-“Que tragédia!…

-“E o segundo caixão?”

-“A minha sogra… ela tentou salvar a filha”…

Um silêncio consternado e pungente. Os dois homens olham-se nos olhos.

-“Empresta-me o cão?”

-“Meta-se na fila…”